Vantagens da gestão de documentos em ambientes hospitalares

Atenção
Apesar deste artigo se basear em leis brasileiras, essas mesmas leis são interpretáveis pelos juízes e é sempre bom consultar um advogado para ter respaldo jurídico.

A papelada que encontramos no dia a dia vem diminuindo consideravelmente e isso se deve ao avanço da tecnologia e às empresas, que estão aderindo ao gerenciamento eletrônico de documentos, o famoso GED.

Os hospitais também estão aderindo ao GED, pois, segundo a Lei de Nº13.787/18, os prontuários de pacientes precisam ser digitalizados, armazenados e manuseados em ambientes digitais.

Lei Nº13.787/18

De acordo com a Lei Nº13.787/18, todos os prontuários de pacientes devem estar armazenados e disponíveis em ambientes digitais para que seja preservada sua integridade, autenticidade e confidencialidade.

Não basta somente digitalizar e armazenar o prontuário em ambiente online, há exigências, como:

Os prontuários digitalizados devem reproduzir todas as informações contidas nos documentos originais.
É necessário o uso de certificado digital emitido na Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP) ou outro padrão legalmente aceito.

Uma curiosidade de muita importância nesta lei é que o documento original (físico) pode ser destruído e substituído pelo documento digitalizado, desde que obedeça às normas descritas acima e também mediante a análise obrigatória de uma comissão permanente de revisão de prontuários e avaliação de documentos.

Essa comissão permanente deve garantir a integridade dos documentos digitais, bem como autorizar a eliminação dos documentos que os originaram. Para ter mais informações sobre a lei, você pode acessá-la aqui.

Digitalização em ambientes hospitalares

Hoje a digitalização já chegou em todos os setores de trabalho. É um processo que não tem volta e as empresas precisam se adequar se não quiserem ficar para trás.

Os hospitais, por outro lado, têm outros motivos. Visando não depender de papéis, a digitalização é o meio utilizado para que não se percam os prontuários de pacientes, garantir seu sigilo, e claro, ter agilidade para encontrá-los.

Vantagens

A automatização do processo permite melhor atendimento ao paciente, saber quais foram os tratamentos previamente feitos, seu histórico de doenças e a unificação de todas essas informações para que o médico possa realizar seu trabalho de forma mais precisa. Além da menor utilização do papel, o espaço de armazenamento físico dos arquivos será reduzido.

Aproveitando que o sistema vai unificar todas as informações, a consulta de prontuários e dados dos pacientes se torna rápida e eficaz. Como um dos objetivos é ter agilidade nesse processo, a consulta online é essencial além de proporcionar mais segurança e facilidade. O sistema também gera cópias de segurança e backup periódico, que pode ser configurado de acordo com a necessidade dos hospitais, prevenindo possíveis perdas.

A digitalização e utilização do GED é essencial para os hospitais se organizarem

A digitalização e utilização do GED é essencial para os hospitais se organizarem.

A segurança dos médicos e funcionários do hospital também é resguardada caso o profissional médico venha a ser responsabilizado por algum dano atípico ou indesejado, uma vez que o prontuário e histórico de tratamentos dos pacientes estarão armazenados em segurança, sem o risco de desaparecer e com cópias de segurança disponíveis.

Conclusão

Vimos neste artigo quais são as vantagens e a importância da gestão de documentos em ambientes hospitalares. Dito isto, para que os pacientes e funcionários do hospital estejam seguros, é preciso conhecimento da lei (no caso do paciente) e também do sistema que o hospital trabalha (para os funcionários).

As vantagens são imensas, a redução de custos com papel e armazenamento são muito atrativas para os gestores que pensam a longo prazo e claro, cumprem a Lei de Nº13.787/18.

A utilização de scanners profissionais agilizam o processo e são muito utilizados hoje em dia. Clique para saber mais.

Gerenciar eletronicamente a massa documental é um dos grandes desafios para todas as corporações. Não é diferente quando se trata de um hospital.

Uma ferramenta tecnológica de GED assume importância vital para garantir que cada documento e cada informação está onde deve estar e pode ser localizada fácil e rapidamente quando necessário.

Esse é o cenário ideal para a utilização do Keeva. Uma solução de GED completa e de alto desempenho. Conheça mais clicando aqui.

Baixe também nosso eBook, Guia Completo para Digitalização de Documentos, caso queira saber mais como digitalizar documentos com qualidade e facilidade.

Você também vai gostar de ler:

Deixe sua comentário

Seu email nunca será publicado ou distribuído. Campos obrigatórios devem ser preenchidos *