O que a digitalização de documentos e a indústria 4.0 têm em comum?

Você sabe o que é a indústria 4.0? A indústria 4.0 é considerada a nova revolução industrial. Diferentemente das três primeiras revoluções industriais que tiveram o foco em produção em massa, linhas de montagem, eletricidade e, por último, a tecnologia da informação, a indústria 4.0 tem foco na integração. Falaremos mais abaixo sobre.

A nova revolução está passando diante dos nossos olhos e como podemos nos aproveitar dela? Neste artigo explicaremos o que é a indústria 4.0 e sua relação com a digitalização de documentos.

O que é a Indústria 4.0?

A indústria 4.0 é a Revolução Industrial da era da inteligência artificial. Ela terá um impacto mais profundo que as revoluções anteriores, rompendo com todos os outros padrões, pois fará a integração do mundo físico, digital e biológico.

Como acontecerá isso? Através da Inteligência Artificial, Big Data, Internet das Coisas (IoT – Internet of Things), Biologia Sintética, Sistemas Ciber Físicos (CPS) e outros. Nós já estamos vivendo todas essas evoluções, que aos poucos vêm se tornando parte do nosso dia a dia.

Breve história das revoluções industriais

Breve história das revoluções industriais

Inteligência Artificial

A inteligência Artificial é um segmento da ciência da computação que busca simular a capacidade humana de raciocinar, tomar decisões e resolver problemas.

Big Data

Big Data é a análise e a interpretação de grandes volumes de dados de grande variedade. O grande desafio das empresas não é só coletar e armazenar esses dados, mas também analisar e interpretá-los.

As ferramentas de Big Data são de grande importância para definir as estratégias de marketing das empresas. Com elas é possível, por exemplo, aumentar a produtividade, reduzir custos e tomar decisões de negócios mais precisas e inteligentes.

Internet das Coisas

A Internet das coisas pode ser definida como: dispositivos do nosso dia a dia conectados à internet. Tudo que você conhece, que não seja convencional conectado à internet, geladeiras, TVs, vídeo games, por exemplo. São dispositivos que receberam esta funcionalidade ao longo da modernização.

Biologia Sintética

A biologia sintética não surgiu agora, mas com a evolução da tecnologia tem sido aplicada de maneira diferente e associada à engenharia.
A biologia sintética tem sido estudada para aplicações em design artificial, engenharia de sistemas biológicos e organismos vivos, com propósito de realizar novas tarefas na indústria e pesquisa biológica.

Sistemas ciber-físicos

O nome parece complexo “sistemas ciber-físicos”, mas é bem simples de entender: consiste na combinação de componentes de softwares com partes eletrônicas ou mecânicas.

Para deixar mais claro, esses sistemas ciber-físicos visam o desenho, construção e caracterização de novos circuitos através da utilização de partes biológicas e modelos computacionais, tendo como objetivo, redesenhar microrganismos para aplicações biotecnológicas.

Os sistemas ciber-físicos constituem uma parte importante da indústria 4.0, uma vez que fazem a integração da parte física e biológica com a parte de software.

Podemos citar os robôs, a Internet das Coisas e máquinas conectadas em rede como exemplos de sistemas ciber-físicos.

A digitalização de documentos e a Indústria 4.0

Você então deve estar se perguntando porque a digitalização de documentos tem relação com a Indústria 4.0? Pois então, a digitalização é o primeiro passo para a indústria entrar nesse novo patamar tecnológico.

Em países mais desenvolvidos como a Alemanha, China, Coréia do Sul, EUA e Japão onde a Indústria 4.0 está num estágio mais avançado, a produtividade já aumentou, reduziu os custos com circulação papel e aumentou a eficiência do trabalho.

No Brasil, a Indústria 4.0 ainda engatinha, porém, vemos muitas empresas já implementando em seus processos de produção os preceitos desta indústria e a digitalização é o primeiro passo para que as corporações se automatizem por completo.

Conclusão

A Indústria 4.0 corre a passos largos, no mundo, para romper com qualquer padrão que antes tinha como característica a força física e passar para o campo do digital e da ciência propriamente dito.

Portanto, para que isso aconteça é necessário que alguns segmentos se integrem, como a Inteligência Artificial, Big Data, a Internet das Coisas, a biologia sintética, e os sistemas ciber-físicos. Essa fusão do mundo físico com o digital e biológico vai se tornar e está se tornando a nova revolução industrial e promete mudar o mercado como hoje conhecemos.

Você também vai gostar de ler:

  1. Héricles disse:

    Me interesso por soluções sobre digitalização