Saiba como a internet das coisas vai mudar nosso dia a dia, para sempre.

É fim de tarde em uma Terça-Feira e você está dirigindo para casa, tranquilo voltando do trabalho. Um sinal na tela multimídia do seu veículo lhe informa que você deve passar no supermercado no caminho e comprar mais leite.

O aviso foi enviado pela Lucy, a central de gerenciamento da sua casa, que, integrada à sua geladeira já sabe o que você precisa comprar. Esta central está ligada ao GPS do seu carro, que localiza um supermercado no caminho do seu trabalho para casa.

Após fazer as compras você se aproxima do caixa, saca seu celular e efetua o pagamento através de um aplicativo que substitui sua carteira.

Parece um filme de ficção? Sim. Mas a tecnologia que torna esta cena de hollywood possível já existe. Não uma tecnologia, mas várias, interligadas pela internet em todas as coisas.

Pronto para saber mais e se preparar para este novo mundo? Continue lendo e descubra!

iStock_000025392371_Medium

Você já ouviu falar de “Internet das Coisas”?

Internet das Coisas é um conceito criado para a revolução tecnológica dos itens interconectados. Todos aqueles itens usados no dia a dia que estão imersos na rede mundial de computadores.

Ainda não entendeu?

São todos aqueles dispositivos conectados à internet. Mas, não se limite aos smartphones e computadores, porque hoje existem incontáveis utensílios que são conectados – eletrodomésticos, tênis e roupas, meios de transporte e até mesmo cadeados.

O objetivo de implantar rede de internet em utensílios do dia a dia é para que aconteça a fusão do mundo físico e o digital, fazendo com que tudo que estiver conectado se comuniquem um com o outro, seguindo o mesmo conceito dos data centers e nuvens.

Ótimos exemplos de aparelhos recentemente lançados com o total conceito de Internet das Coisas: Google Glass e relógios inteligentes.

google-glass-ganhou-novo-recurso

 

De onde surgiu a ideia?

Foi em 1991 que começou a discussão sobre a conexão de objetos, quando a conexão de TCP/IP e a Internet que conhecemos começou a se tonar acessível. Bill Joy, cofundador da Sun Microsystems, foi a cabeça pensante por de trás da ideia de conectar várias redes e dispositivos.

E foi em 1999 que Kevin Ashton, do MIT, propôs o termo “Internet das Coisas” após dez anos de estudo e projetos, escreveu o artigo “A Coisa da Internet das Coisas” para o RFID Journal, e a partir dai o termo se popularizou.

Segundo Ashton, a falta de tempo na rotina das pessoas fará com que necessitem se conectar a internet de várias maneiras. Com a mobilidade e tecnologia avançando, será possível acumular dados e até o movimento dos corpos com precisão.

Esses registros poderão servir para otimizar e economizar recursos naturais e energéticos, por exemplo, além de infinitas facilidades pessoais e de saúde.

Uma realidade que já movimenta a economia

Este ano (2014), o mercado brasileiro de aparelhos conectados na internet movimentou em torno de 2 bilhões de dólares, de acordo com o IDC.

Arquivos grandes são mais difíceis de serem enviados por e-mail. Os Scanners Kodak tem o mais tecnológico sistema de compactação de imagens. Conheça os Scanners Profissionais Kodak clicando aqui

A internet das coisas vem com o intuito de facilitar e organizar tarefas do dia a dia e se torna cada vez mais acessível graças a disseminação da banda larga móvel para todos os públicos e da redução dos preços dos chips de celular.

Um vídeo que mostra vários cenários de uso da internet das coisas

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=lUgr7hgagUA[/youtube]

Confira três exemplos de internet das coisas

Nike FuelBand SE

É uma pulseira conectada à internet que registra a atividade física do usuário, como: distância, velocidade, etc.

8(231)

NeuroOn

É um máscara que monitora sono a partir de horários. Com alguns ajustes ele acha buracos de horários livres do usuário e o ajuda descansar durante o dia.

mask4_2

ToyMail

É um brinquedo conectado que recebe e envia mensagens dos pais para as crianças.

Toymail-Kids

Quer ver mais exemplos de internet das coisas? Veja esta lista que separamos no nosso Facebook.

Para onde vamos no futuro?

Eu vejo a internet das coisas de forma muito positiva, principalmente em áreas como saúde e qualidade de vida, passando por segurança no trânsito e novas oportunidades de trabalho e carreira.

Junte-se a nós no Facebook com sua história. Em quais eventos do seu dia você já faz tarefas conectado e nem percebe? Gostaria muito de ouvir sua história.

E para finalizar, deixo aqui uma frase de Brendan O’Brien que resume bem este artigo. Já estamos vendo a história acontecer!

“Se você acha que a internet mudou a sua vida, pense novamente. A Internet das coisas está prestes a mudar tudo de novo!” — Brendan O’Brien, cofundador, Aria Systems Tweetar isto →

Baixe nosso infográfico Por que a digitalização é um processo importante?

Você também vai gostar de ler:

  1. Renato disse:

    A IoT vem crescendo de forma assustadora, não é atoa que grandes empresas como a Google, Cisco, e etc. Ficam de olho em novas startup’s que vem sendo criadas nesse segmento.
    Eu tenho um blog onde pretendo compartilhar conhecimento nessa área, quem estiver interessado dá uma passadinha lá 😀

    Andruinolab.blogspot.com

  2. RAMOS EDUARDO PEDRO disse:

    Muito bom gostei da organização e da informação dada

  3. […] Saiba como a internet das coisas vai mudar nosso dia a dia, para sempre. Disponível em : Link  […]

  4. José Carlos disse:

    Parabéns pelo artigo simples, objetivo e didático.

  5. […] Fontes: Net Scan Digital e TecMundo. […]