5 Diferenciais que um scanner para advogados deve ter

Quer melhorar a produtividade do seu escritório de advocacia? Uma das primeiras exigências para alcançar esse feito é selecionar com cuidado seus equipamentos de trabalho. E podemos dizer que o scanner é uma peça chave neste setor, já que os processos jurídicos estão cada dia mais automatizados. Portanto, para fazer a melhor escolha, leia estas dicas e saiba como identificar os diferenciais que um scanner para advogados deve ter:

1. Capacidade compatível com a demanda

De modo geral, os escritórios jurídicos têm diferentes demandas por digitalização. Portanto, atente-se para escolher um scanner que atenda com eficácia às suas necessidades.

Analise a quantidade de folhas que costumam ser digitalizadas em seu escritório e escolha um scanner com a capacidade de ppm (páginas por minuto) que melhor atenda a demanda. Existem opções de 20 até 210 ppm.

Outro ponto importante é a capacidade do alimentador, que pode variar entre 20 e 750 folhas.

2. Função duplex

Pensando ainda na alta demanda de digitalização de documentos em um escritório de advocacia, podemos dizer que toda possibilidade de agilizar o processo é bem vinda.

Por isso a função duplex é tão interessante. Ela permite que a frente e o verso do documento sejam digitalizados simultaneamente quando da digitalização do documento.

Tal função evita que se percam informações úteis presentes no verso de alguma folha, além de agilizar o processo tornando-o mais produtivo.

3. Compactação avançada e formatos de saída

Para atender às exigências do processo eletrônico e dos tribunais, é necessário ter um equipamento que gere documentos compactados.

Então antes de comprar seu scanner, busque saber se ele possui um software que realize essa compactação. Verifique também se ele exporta arquivos diretamente para PDF e PDF/A que são os formatos geralmente aceitos.

Isso lhe poupará tempo gasto com compactação e conversões de formatos.

4. Aperfeiçoamento de imagem

Garanta a apresentação impecável dos seus documentos jurídicos.

Um scanner para advogados deve oferecer opções variadas de aperfeiçoamento de imagem.

Quanto mais chances de eliminar possíveis falhas, melhor.

5. Proteção inteligente

Lidar com documentos é uma tarefa muito delicada. Estragar algum deles pode comprometer o processo e gerar custos indesejáveis.

Mas sabe aquele medo de tirar os olhos do scanner, com receio que aconteça alguma falha mecânica no processo? Com o sistema de proteção inteligente você não precisa se preocupar.

Esse tipo de sistema identifica obstruções e interrompe o processo de digitalização automaticamente, evitando possíveis danos.

Anotou as dicas? Escolhendo adequadamente um scanner para advogados, você ganhará muito mais tempo e qualidade na digitalização de documentos jurídicos. E caso queira otimizar também o processo de gerenciamento desses documentos, eis um artigo que pode lhe ajudar: Gerenciamento eletrônico de documentos: o que é e como funciona.

Você também vai gostar de ler:

  1. ramão dubal athayde disse:

    ótimo texto